Selecione e ouça uma canção!




quinta-feira, 2 de agosto de 2007

DIÁRIO ESTELAR CAPÍTULO 2
*********************************
Diário Estelar 1234567/2
Sistema solar: Desconhecido
Dia/Hora/Mês e ano: Incertos
Continuo sem rumo aqui neste espaço vazio, trilhando galáxias nunca dantes vistas nem pelo telescópio Hubble. Sinto as vezes que estou voando em círculos. Será? Parece que aquela estrelinha ali eu já vi, mas não tenho certeza não, afinal, são todas iguais. Ué, mas aquele Cometa ali também não me é estranho, assim como aquela carcaça de satélite que está flutuando a bombordo. Acho que estou em órbita de mim mesmo. Ahhhh!!!!! O que é aquilo lá na frente meu Deus? Nooosssaa!! Um Bar Estelar! Será possível?? Mas como é gigantesco! Será que tem Mac Donalds aqui também? Não é possível!! Deixa eu dar uma parada lá. Caramba, mas olha só quem está aí! O nosso velho e conhecido Planeta Terra né? Que mundinho pequeno hein? O que você está fazendo aqui neste bar da via láctea?Ah meu amigo, estou tomando todas!!!Estou vendo o número de garrafas vazias, mas porque faz isso?Sente-se aqui que eu vou te contar meu caro!Sempre fui um mundo que abrigou as primeiras espécies de vida, colocadas em meu solo por Deus. Vi cada Ameba crescer, cada protozoário, cada plancton, cada árvore e os mais simples vegetais, os peixes, as baleias, os répteis de um modo geral, os macacos e o homem! Meu amigo, tudo ia bem até que o homem apareceu! Eu era tranqüilo, vivia em harmonia com os seres vivos, com a fauna e com a flora e então chega o homem para começar a bagunçar tudo por aqui. Os homens das cavernas descobriram o fogo e então começaram a atear fogo onde deviam e onde não deviam. Começaram então a caçar o que deviam e o que não deviam. Mas isso era só o começo! Pensei que todos iam evoluir, mas qual o que? Á medida que os homens foram evoluindo para fora, começaram a involuir para dentro. O progresso que foi chegando, fez os homens inventarem a guerra, a disputa de poder, a tirania, o ódio em todas as suas formas. E esse progresso, fez surgir as armas, primeiro as mais inocentes, e depois as mais fortes, como as bombas atômicas que abalam a minha estrutura e me enchem de radiação. E as fábricas então? Poluem rios, lagos, represas e mares sem dó! E as queimadas? E as mineradoras que destroem e matam? E a indústria do automóvel? Ah me esqueci da exploração madeireira e da exploração das terras. Lembra-se lá no Brasil de Chico Mendes e da Irmã Doroty? Minha Nossa Senhora, estou cada dia mais deprimido, pois sei que se as coisas continuarem assim com esse “progresso”, dentro em breve estarei aos mil pedacinhos, vagando pelo espaço, que nem esses pedaços de lixo espacial que você tem encontrado por aí . É triste meu caro viajante solitário, mas ás vezes gostaria de estar mesmo sozinho, vagando pelo infinito, sem ninguém sobre o meu “lombo”, do que estar sendo maltratado como tenho sido até agora!!!UUUUUUIIIIII !!!!O que foi Terra?Olhe lá embaixo meu caro viajante, acabaram de explodir outro carro bomba no Iraque! Veja quanta gente morta e quanta gente ferida lá embaixo! Assim eu não agüento, juro que não agüento!!!Nossa amigo Terra, que desgraça mesmo hein? Faz tanto tempo que saí desse planeta! Faz tanto tempo que vagueio sem rumo! Faz tanto tempo que não tenho notícias de nada e agora que tenho, recebo só péssimas notícias! Quer saber?Garçom, por favor, sirva mais uma garrafa aqui pro meu amigo e outra pra mim, pois essa rodada será por minha conta!

3 comentários:

FC Zé Geraldo e Banda disse...

Grande ZR,
o Diário Estelar foi uma das coisas mais legais do antigo Espaço da Escrita .. inda bem que você está resgatando para cá.
Forte abraço,
Véio Max.

Josiane disse...

Faz tempinho q ñ t leio ...passei pra dar uma fuçada e encontro tal texto!!

"Impressionante"

como sempre bem-humorado e ao mesmo tempo pensante
é pois é ,esse é o nosso mundo véio cansado,rsrs

Beijão :-)

Dani(ela) disse...

me senti um amenina com um livro na mão!