Selecione e ouça uma canção!




segunda-feira, 10 de dezembro de 2007

CENTRAL DE VIBRAÇÕES AMIGAS
Quando eu era criança, acreditava piamente em Papai Noel e esperava sempre o Bom Velhinho todas as viradas de noite do dia 24 para o dia 25 de Dezembro. Mas qual o que? O sono me vencia e eu acabava adormecendo, muitas vezes na sala, ali mesmo aos pés da árvore de natal e quando acordava o presente estava debaixo da árvore. Perdi então o encanto por aquele senhor barrigudo vestido de vermelho, que era bondoso com as crianças e que para mim era um perfeito mistério. O tempo foi passando e muito tempo depois, em pleno século XXI, ano de 2.005, mês de Dezembro, acontece um fato que me deixou intrigado e ao mesmo tempo pensativo. Depois de uma noite de extremada alegria, fui dormir e sonhei que me encontrava no Pólo Norte! Isso mesmo, no Pólo Norte! Um frio imenso e eu ali naquelas baixas temperaturas. Tremia de frio quando uma pessoinha que passava me convidou para entrar numa grande casa que tinha ali e eu entrei. Sentei-me numa mesa e logo me serviram um Capuccino super quente, acompanhado de uma travessa cheia de biscoitos quentinhos. Comecei a saborear aqueles biscoitinhos que estavam estalando de fresquinhos e sorvia meu Capuccino quando tive a atenção voltada para um barulho de carimbos sendo apostos em papéis. Intrigado, quis saber o que havia nos fundos e o pequenino ser me falou: Ah, você não sabe onde está? Eu disse: De jeito nenhum! Então ele me disse: Acompanhe-me que lhe mostrarei. Acompanhei o pequenino amigo e então ao passar por uma porta, vi um salão enorme onde centenas de pessoas trabalhavam freneticamente embrulhando pacotes pequenos, cada um mais bonito que o outro, todos com um capricho muito grande e ao mesmo tempo outros trabalhadores despachavam esses pacotinhos que eram levados para uns trenós gigantes que deslizavam no gelo, cada um para um lado. Por um momento eu pensei: Aí meu Deus! Estou na terra do Papai Noel e com certeza ele vai querer me provar que ele existe de verdade. Era só o que me faltava! Então, morrendo de curiosidade voltei para dentro e perguntei ao homenzinho que havia me atendido: Ah, você vai me desculpar, mas... Estaria eu na fábrica do Papai Noel? O homenzinho gargalhou e disse: Não querido! Aqui é a CAVA, ou melhor, a Central de Atendimento de Vibrações Amigas! Ah é? Indaguei surpreso. Sim, ele respondeu, aqui captamos o pensamento das pessoas que estão pensando em alguém e recolhemos as vibrações que os amigos enviam a outros amigos e nós tratamos de processá-las e enviamos o desejo para a pessoa a qual foi dirigida a vibração, entendeu? Eu respondi: Mais ou menos... Ah meu amigo, espere que eu te explico melhor. Então pacientemente ele explicou: Por exemplo, você vibra positivamente em favor de Maria, desejando amor, nós processamos o amor e enviamos a ela de presente entendeu agora? Hummmmmmmmm Agora sim! Que bacana! Eu não sabia que tinha um departamento desses aqui. Pois é, mas tem amigo! Deus atende todas os nossos desejos e todas as vibrações que nos dirigem de acordo com o nosso merecimento. Se você vibrou por algum amigo, com certeza o pacote dele deve estar sendo processado, embalado, ou mesmo já está a caminho. Ah que maravilha, obrigado amigo!Dai fiquei pensando assim: Nossa, mas será que as minhas vibrações também são processadas por aqui? Não deve ser possível, porque para os meus amigos eu vibrei paz, saúde, amor, sucesso, realizações, tranqüilidade, fé e esperança e tudo isso não cabe num pacotinho. Será que eles não merecem tudo isso e só algumas dessas vibrações são atendidas, por isso os pacotinhos? Parece incrível, mas então veio um outro ser e me perguntou: Sr. José Roberto? Sim, respondi! Por favor, me acompanhe senhor. Eu o acompanhei e ele me levou até uma outra sala que tinha pacotes enormes, prontos para serem despachados. Eu perguntei: Mas o que é isso? Ele respondeu, são as suas encomendas, prontas para serem despachadas. Eu fiquei atônito. Comecei a correr os olhos nos pacotes imensos e vi abismado os destinatários: Para Moniquinha, para Taty, para Maris, para Guida, para Ana Luiza, Para Clarinha, Helenice, Keila, Sirlei, Jessielly, Dalton, Emerson, Murilo, Daniel, Anderson....Nossa, que montanha de caixas!! Pois é me disse o amigo, essas caixas contem cada uma todas as vibrações amorosas que você enviou a cada um dos seus amigos. Dentro de cada caixa tem porções de paz, saúde, amor, sucesso, realizações, tranqüilidade, fé e esperança, exatamente na medida que você vibrou para cada amigo seu. Acredita agora em Papai Noel? Eu quase ia dizendo que sim tamanho era o meu espanto, quando ele disse: Papai Noel somos nós mesmos! Vibramos pelos nossos amigos através do nosso pensamento e então essas vibrações são processadas no coração, enviadas a mente que dispara o pensamento até deus, que nos incumbe de enviar as vibrações aos destinatários, não é lindo? Sim eu disse já chorando, se esses pacotes contém tudo isso é porque... Sim meu filho, disse o ajudante do Senhor, é porque eles merecem e muito esse amor em forma de vibração que você envia á eles!Então, depois dessas explicações e com os olhos marejados me despedi desse companheiro, fui até a porta para ver o trenó gigante que partia com meus pacotes de presente enormes e em seguida despertei! Nossa que sonho lindo! Descobri que Papai Noel não existe, mas que as nossas vibrações em favor dos nossos amigos chegam sim até Deus que põe seus lindos ajudantes a trabalhar incessantemente para atender os pedidos enviando-os pelo correio espiritual. Portanto meus amigos, tive a certeza de que Papai Noel não existe, mas tive uma certeza maior ainda de que tudo o que vibrei para cada um de vocês, vocês merecem e terão. Os anjos do Senhor estão a caminho e em muito breve depositarão essas minhas vibrações diretamente no coração de cada um de vocês, podem esperar. Mas enquanto esses mensageiros celestiais não chegam com seus presentes recebam aqui os meus votos de um Natal maravilhoso, cheio de luz, amor, paz, fraternidade, carinho e muita amizade! Deus abençoe cada um de vocês meus queridos amigos! Eu os amo de paixão!

2 comentários:

Eli ツ Lobo disse...

Texto de sensibilidade ímpar!
Tipo de leitura q nos faz sentir o sabor e o aroma, lindo!

Beijinhos =)

Moniquinha disse...

Meu Deus, vc tem o dom de me fazer chorar! Já conhecia este também mas não me canso de ler. Tua amizade é algo que pra mim não tem preço e esse texto é todinho você, já te disse isso. É lindo como seu coração.
Beijos!